Segunda-feira, 14 de Maio de 2007

Mais perto do céu

Estar aqui a meio da noite, sentada frente ao pc e a ouvir o Pedro Abrunhosa cantar que "É preciso ter calma e não dar o corpo pela alma", tudo me vem à memória.

Tempos passados, sorrisos traçados, laços desfeitos, sonhos inacabados e a vontade intempestiva de querer mudar o mundo e o destino da vida de cada uma das pessoas que me rodeia e eu tanto amo.

Será que acreditas no destino? Será que realmente tudo na vida está traçado e nós somos meros peões de um tabuleiro de xadrez?

Eu quero acreditar que não, que somos fortes o suficiente para mudarmos o nosso destino e fazermos nós próprios o nosso futuro e nosso sorriso.

Todavia, por mais que eu tente nada me parece tão claro quanto a força de um destino que nos juntou num beijo molhado, quente e sensual que uniu as nossas bocas e mais tarde os nossos corações numa batalha de sentimentos que até hoje nenhum de nós consegue ou quer dela escapar. Fez-nos cair nos braços um do outro e mergulhar nos caminhos do desejo, da paixão, da loucura e finalmente do amor...

Quebrei regras, lutei contra ordens pre-estabelecidas, lutei contra um mundo já construído mas que teimava em ruir, acabei com o meu próprio mundo...Tornei-me mulher, amante, amiga, confidente, apaixonada para no fim ficar com a única coisa que podería ter: nada.

Foram construídos sonhos, quando no fundo eles não existiam. Disseram-se palavras bonitas, doces e meigas, que não passaram disso mesmo...palavras, ditas na hora sem a minima intenção de se colocarem em prática no futuro. Tomaram-se atitudes, cometeram-se grandes loucuras quando afinal, a única coisa que se pretendia era viver e passar um bom bocado.

Foram criados laços que agora por mais que se tente, não querem quebrar...
Tudo foi construído, afinal nada existia

Eu era alguém muito especial, mas isso não foi o suficiente...por fim, um dia, tive de entender que essa coisa de almas gémeas não existe e que tudo o que vivi, foi apenas um flirt levado mais além por alguem, que nunca pensou que eu realmente quisesse muito mais do que uns simples minutos ou horas de prazer, mas uma vida inteira.

É uma história bonita sem duvida, apesar das muitas lágrimas derramadas e das muitas noites mal dormidas (não imaginam as olheiras com que eu andava, era demais)...só foi pena que, como se diz na gíria portuguesa, as coisas não tivessem "pernas para andar"  e que as pessoas continuassem agarradas a um passado e a um sentimento que era bem mais forte do que elas próprias queriam aceitar e eu quis aceitar

Perdi... e apesar de muitas vezes termos dito palavras como: "não te quero perder", "quero que fiques comigo para sempre", "quero que sejas feliz ao meu lado", "quero fazer-te feliz", considero que abandonar o barco será a atitude mais digna, quando vemos que alguém na eminência do passado, tem dúvidas sobre a opção a tomar.

Será que estou enganada...não sei...no fundo queria estar, mas temo que a verdade venha ao de cima.

Já não é a 1ª vez que esta história acontece e por muito que eu tente "tapar o sol com a peneira", a verdade é que o amor ou a paixão que dizia ou diz sentir por mim, nunca o impediu de estar com outras pessoas, magoando-me muito e tornando o meu amor por ele, algo muito mais frágil.

Não sei até que ponto vou conseguir aguentar este barco...não queria que ele se tornasse num Titanic prestes a afundar, mas com tudo o que me acontece e tendo em conta que, nestes últimos meses, a minha vida mais parece uma novela mexicana, daquelas traduzidas para um português macarrónico, já nem sei o que pensar.

Vou deixar o tempo fluir e quem sabe,espero eu, tudo corra a meu favor

Beijoquitas para mim e para ti (tu sabes onde)

 

I'm feeling: Apetece-me sentir-te outra vez
tags:
publicado por fofinhatuga às 23:19
link do post | comentar | favorito

pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Novidades

...

Deixem-me em paz...

Pensamento in "Óscar e a ...

Relacionamento...definiçã...

Seduz-me

Amor

Irrealidades

Tempo

Laços

Escondo-me

Lembranças

Junho 2013

Março 2011

Janeiro 2011

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

todas as tags

links

blogs SAPO

subscrever feeds