Sábado, 1 de Agosto de 2009

Só para mim...ou...

 

Sinto-me completamente perdida, confusa e ausente de vontade para fazer, seja o que for.

Apetece-me estar aqui, mas no momento seguinte só me apetece fugir...

Quero escrever, mas nada me sai...quero desabafar com o papel, com o meu eterno amigo, mas não consigo falar, não consigo imaginar nem sequer ter vontade para fazer o tal esforço que me é pedido...

Quero simplesmente sair daqui...mudar...quero estar sozinha e perceber o que sinto...

Quero saber onde errei, o que tenho e porque razão estou assim....

 

 

Estou a sentir-me sufocar, quero chorar mas não consigo, quero dormir mas não

tenho sono...quero sentir-me segura por mais que 5 minutos num dia e a única coisa que consigo, é omitir sentimentos e desejos, é esconder-me no meu canto e fingir que está tudo bem...que nada se passa.

Mas não está tudo bem...eu sei-o, mas não sei o que desencadeou tudo isto...

Sinto-me cansada, hesitante, sinto-me núa mas ao mesmo tempo, cansada e a asfixiar de ter tanta roupa em cima de mim 

Começo a não me entender, começo a ter medo de mim, do que se passa na minha cabeça....

Quero definitivamente fugir, esquecer tudo e pernoitar num local só meu onde o mar me faça perceber a realidade da vida e não a realidade que "talvez queira" impôr a mim própria.

Preciso de silêncio, preciso de gritar, preciso de voltar a ser eu...quero voltar a sorrir, quero dar-me...quero SER EU...

 

Music: "Momento" - Pedro Abrunhosa
publicado por fofinhatuga às 11:36
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De sensei a 2 de Agosto de 2009 às 22:46
Olá.
Comovente o teu texto.
Não sei se é intromissão, ou se tenho o direito de o comentar, mas arrisco, e arrisco interpretar o que aqui está escrito.
O titulo, será que é mesmo só para ti? Ou deverias dizer que era para mais alguém?
A certa altura dizes"...nem sequer ter vontade para fazer o tal esforço que me é pedido...", será um esforço inglório? Será que esse esforço te colocará na face o sorriso que tantas vezes eu vi? O sorriso que eu sei que posso colocar?
Sinceramente não sei se esse texto tem um fundo de verdade ou se é só fruto da tua imaginação. Quero acreditar que só o escreveste por seres boa escritora, mas tenho o desejo que seja verdade e que comeces a colocar em duvida as decisões passadas.
Este texto, que me parece um misto de "historia e pedido de socorro", deixa-me confuso.
A certa altura disseste-me que te anulas-te para estar comigo, mas agora dizes que ".. quero SER EU". Será que o erro é o mesmo e te voltaste a anular?
Sinceramente não sei o que te dizer.
Fui sincero contigo, e disse-te que tudo estaria nas tuas mãos, mas quiseste dar uma oportunidade quando te surpreenderam. Será que foi um erro ou um acerto?
"...não sei o que desencadeou tudo isto...", será que não foram dois casmurros, tontos demais para se unirem, olharem o horizonte e cavalgarem juntos em diante que desencadearam isso? Será que, como disseste, os tempos estavam trocados? Ou será que sentes que eles se estão a acertar e desejas que se desacertem?
Eu sinceramente posso estar a ser convencido. Acredito que o esteja a ser, e se calhar não estou tão ligado a esse texto como imagino ou desejo. Sinceramente gostava de saber se estou ou não, ou se o que digo é errado, mas não te vou pedir tal coisa.
Não me cabe a mim tomar iniciativas neste momento, e a pouco tempo disse-te que me ligasses se sentisses saudades, e respondeste que o farias, mas para meu desgosto o meu telemóvel não tocou. Tenho pena. E isso leva-me a pensar que as duvidas colocadas no texto não se referem a mim, podendo ser uma imagem imaginada por ti, podendo referir-se a outra coisa qualquer ou a qualquer outro homem ou mulher.
Descobriste que és lésbica? (ao meu estilo :P)
O tempo escoa, passa e a ampulheta teima em não se virar. Sou sincero e digo-te frontalmente que o tempo se termina. Não porque eu queira, mas porque estou seco, não consigo chorar, estou rouco e já não consigo gritar.
O tempo termina, tic tac, tic tac. Será que te fará diferença?
De todo o meu coração espero que fiques bem, que sejas feliz. Mas faz o que desejas e não o que os outros querem. Já sabes no que vai dar.
"...onde o mar me faça perceber a realidade da vida e não a realidade que "talvez queira" impôr a mim própria..." olha-te ao espelho, sorri, tu és linda mas estas a estragar-te.
Luta pelo que desejas, que eu, se puder ajudar, assim o farei.
Beijos

P.S.: É um comentário só para ti doçura. Beijos bruxinha MI (diz-me se te posso tratar assim, que eu saberei que se não o texto nao é para mim, se sim eu tento ajudar-te, como me deixares)

Comentar post

pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Novidades

...

Deixem-me em paz...

Pensamento in "Óscar e a ...

Relacionamento...definiçã...

Seduz-me

Amor

Irrealidades

Tempo

Laços

Escondo-me

Lembranças

Junho 2013

Março 2011

Janeiro 2011

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

todas as tags

links

blogs SAPO

subscrever feeds