Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009

Romeu e Julieta...nos dias de hoje...

Não existem famílias rivais e muito menos, estes são jovens de mundos distintos ou de classes económicas diferentes...esta é uma história bem diferente.

A morte física não existirá, mas a alma morre a cada dia que passa, a cada minuto que sobrevivem, a cada palavra, a cada mensagem vista, a cada lágrima por eles derramada.

Aqui existe apenas um passado, lágrimas que não deixam de cair, em peles macias, que tanto desejam tocar e acariciar, momentos que marcaram e oportunidades e palavras que deixaram que os ferissem e os conduzissem a um estado de loucura e embriaguez passional.

Era suposto ser tudo diferente...era suposto ambos estarem juntos e não a morrer cada um para seu lado, mas algo aconteceu...momentos que por muito que queiramos apagar da nossa memória, os demais não deixam que sejam esquecidos...Nunca...

E então questiono o sentido, a essência do amor...mas será que o amor é mesmo isto?

É loucura, desejo, paixão...aquele tremer de pernas e falta de ar quando nos chegamos perto dessa pessoa ou quando sabemos que daqui a poucos minutos iremos estar com ela, poder beija-la, acaricia-la, mima-la....é aquele falar pelos cotovelos, é a vontade de descobrir e querer surpreender a cada dia que passa...

Mas será que o amor é também tristeza, lágrimas, saudade, incompreensão, cobardia, medo...

Será que o amor também fere?...também nos faz sangrar de forma irremediável que nos leva a passar noites e noites acordados a ver a lua lá no céu a brilhar e a desejar saber o porquê de tudo nos acontecer daquela forma...o porquê de os olhos não saberem mentir, quando os nossos lábios teimam em nos mostrar uma realidade diferente e dolorosa???

Se por amor, esquecemos o mau, a tristeza, a solidão por mais que uma vez e voltamos a lutar, a dar o melhor de nós para que cada dia seja vivido a 100%...há no entanto, muitas pessoas que nos rodeiam, que nos amam, que querem o nosso bem, que não o esquecem e fazem o favor de nos lembrar isso dia após dia.

Fazem-nos sentir fracos, diminuídos e com medo de arriscar...lembram-nos de todas as noites em que passamos acordados agarrados à almofada a chorar ou apenas a sonhar acordados, lembram-nos todas as refeições que deixamos de comer por não termos apetite, ou por estarmos simplesmente tristes...lembram-nos de todas as discussões, de todos os erros, de todos os momentos perdidos...denominam-nos de loucos e porque também eles, estiveram muito próximos dessa loucura, colocam-nos entre a espada e a parede, nos fazem optar pela segurança...sem margens para segundos pensamentos.

 

 

Esta é a história de um Romeu e de uma Julieta, que sob o olhar atento das estrelas e abençoados por uma chuva, que misteriosamente começou a cair naquela noite, deram aquele beijo que os iria unir para sempre.

Uma história muito bonita e mágica mas também muito turbulenta e triste, que deixou marcas impossíveis de apagar, por muitos anos que eles vivam.

Há quem também já tenha dito, que esta história ainda não acabou...que por muito tempo que passe, ainda tudo irá ser como um dia os amantes pediram em segredo às estrelas...mas hoje, o muro que um dia eles deixaram cair, foi reerguido e fortificado por todos aqueles que a rodeiam.

Hoje, ela é prisioneira por tudo o que viveram e sofreram...mas não deixará nunca, de sonhar com a liberdade. 

 

 

 

 

 

publicado por fofinhatuga às 11:16
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Julieta a 9 de Janeiro de 2009 às 14:07
Excelente texto, muitos parabens.
Chamo-me Julieta e sempre sofri com o Romeu e Julieta. Tiveram azar e nao lutaram o que deviam e quando deviam.
O teu texto, que espero que seja a mais pura ficção, denota que ainda há muito para lutar. Se em volta as pessoas nao os querem juntos eles só tem que mostrar que valem mais juntos e felizes do que separados e tristes.
Quem é nosso amigo, de verdade, por muito que nao goste do nosso amor, fica connosco e apoianos, mesmo que depois de termos ido, como dizes a certa altura, á loucura. A loucura é um expressar de paixao, de amor, que só se sente uma vez na vida e que é irrepetivel. O tremer de pernas de que falas é algo que só o sentes quando amas alguem, e nao o sentes na vida por mais ninguem. Acredita no que te digo, porque sei do que te falo.
Tambem eu um dia estive louca por um homem e tentei refugiar-me nos braços de alguem. Enganei-me, tarde reparei. Gostava muito de quem estava comigo, mas nao era a mesma coisa. Construimos familias separadas e depois... depois acabamos por nos unirmos, e hoje sim, sou verdadeiramente feliz.
Se é uma historia, fizeste-me relembrar a minha vida e com isso vir-me as lagrimas aos olhos, porque magoei quem casou comigo, os meus filhos e o meu "Romeu". Hoje estou completa, feliz e contente, mas lutei, enfrentei toda a gente e hoje estao a meu lado, algumas a pedirem-me desculpa porque me "fizeram mal", de certa forma.
Se é imaginação, parabens, está genial. Se é a verdade luta, porque o amor merece essa luta, acredita.

bjs, vou voltar, adorei mesmo.
De fofinhatuga a 10 de Janeiro de 2009 às 11:33
Obrigada Julieta.
Beijinhos grandes.
De sensei a 10 de Janeiro de 2009 às 18:55
Boa tarde Juieta.
Há histórias k parecem ficção mas são mt reais. Esta é um caso. Digam o que disserem, esta é real, e a autora sabe que é. Mas sabes que quando há uma certa falta de loucura, um certo cansaço, e um homem que se gosta no meio, e que cada vez se esta a gostar mais, preferem ficar no sitio onde estao e nao arriscarem. É a vida... ou talvez nao devesse ser assim, mas....
Tambem eu já lhe disse o que tu lhe disseste, mas acredita que de nada serviu, porque ela nao irá mudar, nao porque nao a deixem, mas muito porque nao quer.
Beijinhos e desculpem ter comentado, mas diz-me muito respeito a mim este post.
BEijinhos Julieta.
De Julieta a 11 de Janeiro de 2009 às 22:20
Boa noite, mais uma vez.
Sensei é mesmo verdadeira a história?
Fofinhatuga, não sei o que te diga. Eu falo pelo que vivi, e acredita que dói muito viveres com quem não amas e veres quem amas com outra mulher, mesmo sabendo que ele sofre por nós tambem. Mas dói muito, e não vale a pena, ninguem merece isso.
Luta. Não deixes que ninguém te prive da tua felicidade. Luta porque só tu podes mostrar que o queres , que o amas e o desejas.
Não sei se há mais alguem no meio, como o Senseihot fez parecer, mas se há não o enganes, não confundas amor com amizade ou gostar muito com amar.
Um concelho de quem já passou por isso:
Mostra o que queres, com quem queres ficar, com quem queres ser feliz, pois só assim serás feliz. Luta, luta, luta, porque certamente que mereces ser feliz. Ninguem merece a infelicidade nesta vida.

Beijinhos e, Romeu e Julieta, LUTEM porque certamente que merecem.

Comentar post

pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Novidades

...

Deixem-me em paz...

Pensamento in "Óscar e a ...

Relacionamento...definiçã...

Seduz-me

Amor

Irrealidades

Tempo

Laços

Escondo-me

Lembranças

Junho 2013

Março 2011

Janeiro 2011

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

todas as tags

links

blogs SAPO

subscrever feeds