Quarta-feira, 1 de Outubro de 2008

Sedução em tons de vermelho

 

Não haviam vergonhas e muito menos medos...o mistério era uma criação tua, que fazia deste exíguo quarto um estúdio fotográfico.

A roupa fora escolhida por mim ao acaso e o leque era uma prenda tua, para criar ainda mais o misticismo por ti pretendido.

Tu apenas desejavas sensualidade, paixão no ar, um corpo sedutor, um riso fácil e um brilho no olhar.

Eu, por meu lado, apenas desejava fazer algo completamente diferente, ser por uma única vez, a modelo que sempre desejaste que eu fosse e que tentavas a todo custo capturar com as objectivas da tua máquina!

Hoje não havia fuga.

O ambiente fora todo criado por ti.

 Não havia ninguém em casa para nos incomodar ou até me fazer mudar de ideias. Por cima de uma carpete fofa, colocada no centro do quarto, encontrei um lençol de cetim vermelho e alguns pufs de várias cores.

Existiam também partes de estantes em tons de preto, que tinhas retirado do teu quarto, para poderes prender o lençol e conseguir a combinação de cores perfeita, com a lingerie que eu iria usar.

Tudo fora pensado ao pormenor e aos meus olhos, todas aquelas cores , aquele lençol, aquele quarto...e tu, me faziam crescer, ainda mais, a vontade de ser finalmente fotografada por ti.

Não existiam palavras para poder descrever o local, o ambiente e as reacções em mim provocadas...apenas sabia que de alguma forma, me fazia lembrar todas aquelas produções que via em muitas revistas e que me faziam dizer, de cada vez que as via, que um dia também eu iria posar num sitio como aquele.

Isto era real...tu eras real...aquele era o momento escolhido por nós.

 

 

Glamour...

 

Ao contrário do que imaginavas, por debaixo da gabardine que eu trazia vestida, não haviam camadas de roupa por despir, mas sim uma lingerie preta, escolhida por mim própria para esse dia tão especial, um colar preto e umas meias de liga que se moldavam às minhas pernas como de uma segunda pele se tratassem. E os sapatos altos...bem, eram apenas mais um acessório imprescindivel para tornar a imagem ainda mais perfeita.

Tentavas manter o teu profissionalismo, mas a verdade é que não conseguias tirar os teus olhos do meu corpo...eu pressentia.

Sentia-te a viajar por ele, sentia o teu desejo a crescer a cada minuto que passava e por muito que te quisesses concentrar, a realidade era bem diferente.

Via-te corar, quando por mais que uma vez, encontrava os teus olhos fixos no meu corpo. 

Mas rapidamente voltavas a tua atenção para a máquina já pronta no tripé, evitando qualquer piropo lançado por mim.

O cabelo solto, que não cobria ainda por completo os meus ombros e a maquilhagem simples, revelava apenas um batôm rosa, um rimel preto e um lápis preto de contorno a uns olhos verdes de menina traquinas. Estava simples...mas bonita.

Eu ia seguindo as tuas dicas, mudando de expressão e posição a cada foto tirada.

Por mais que uma vez, fomos obrigados a parar devido aos meus constantes ataques de riso ou às constantes tentativas (falhadas, é certo) para te desconcentrar....

Estivemos assim horas...tu o profissional, eu a tua manequim.

Ao último flash disparado, soltei um suspiro de alivio por poder finalmente descartar-me de toda aquela pressão.

Tinham sido horas a fio debaixo de um flash que não parava, mudando ora de posição, ora de expressão após cada tentativa de uma fotografia perfeita...tu eras perfeccionista.

Quando tudo acaba e o meu corpo finalmente relaxa em cima do lençol, por ti lá colocado, olho-te nos olhos e vejo-te sorrir de satisfação.

"Correu como esperavas?"

"Sem dúvida...e como vês não é assim tão dificil..."

"No fundo é um bocadinho...tantos risos, tantas caras.

Acho que já não aguentava muito mais."

O teu corpo toca o meu, ainda semi-nú, as tuas mãos transpiradas, de tanto tempo sem parar de fotografar, percorrem os meus lábios, os meus seios, as minhas pernas e deixam-se afundar nas minhas costas, onde repousam um descanso merecido.

Os teus lábios procuram os meus num beijo sereno.

"És um doce, sabias...?"

"Doce, doce...muitooo docinho..."

 

 

 

Music: "Tudo o que te dou" - Pedro Abrunhosa
publicado por fofinhatuga às 19:43
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De sensei a 2 de Outubro de 2008 às 11:23
Muito bonito... posso ser o fotografo?
De fofinhatuga a 2 de Outubro de 2008 às 15:13
O problema é arranjar modelo...!!!lol!!

Comentar post

pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Novidades

...

Deixem-me em paz...

Pensamento in "Óscar e a ...

Relacionamento...definiçã...

Seduz-me

Amor

Irrealidades

Tempo

Laços

Escondo-me

Lembranças

Junho 2013

Março 2011

Janeiro 2011

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

todas as tags

links

blogs SAPO

subscrever feeds