Domingo, 18 de Maio de 2008

Poema

Tentei evitar...tentei por tudo crer que tudo isto não passaria de uma grande e complicada questão temporal, onde opções, nostalgias, dúvidas e perguntas me deixavam à deriva...mas não.

Tentei perceber o rumo da vida, tentei perceber o que no fundo não estava explicado...e resultado: fiquei sem perceber uma vez mais.

Tentei dar "descontos", tentei ir atras tantas vezes, fazer tentativas infundadas de perceber o porquê de não vires, o porquê de não tentares...mas a única coisa que percebi, era que, por mais que tentassse, por mais que o meu coração te tivesse escolhido, tu não me tinhas escolhido - eu não era "A escolha".

De facto, era mesmo verdade toda esta separação espácio-temporal....de facto, tu não sabias o que fazer e eu não sabia onde encontrar mais soluções e forças para te ajudar, para te mostrar o caminho, para te trazer até mim...

Depois de tantas lágrimas cairem por tristezas e atitudes não percebidas, depois de me olhar ao espelho e ver estes bonitos olhos verdes perdidos na imensidão do sonho...depois...

Depois...depois....meses depois vi....que para o amor ou para a paixão por mim sentida não há solução....amizade será talvez o futuro...??

 

 

 

 
Despedida
 
Disseste que nunca me amaste
Pois não foi o que senti
Disseste que não me queiras fazer feliz
Pois na infelicidade eu não vivi
 
Disseste que era uma boa amiga
Muito mais eras para mim.
Disseste que te fazia sentir bem
Ainda bem que foi assim
 
Um ano e meio durou
Esta história que vivi
Abruptamente terminou
Abruptamente te perdi
 
Se calhar nunca te tive
Como me tiveste a mim
A ti sempre me dei
Do principio até ao fim
 
Conheci-te no trabalho
Logo vi que eras especial
A tua luz me encandeava
A tua luz era a minha essência vital
 
Foi nas escadas
Que tudo aconteceu
Foi onde, eu, Julieta
Beijei o meu Romeu
 
Mais de um ano depois
Voltas-me a abandonar
Eu sei que muito me dói
Mas não tem volta a dar
 
Os momentos de paixão
O sexo ou amor intenso
Nunca mais vão regressar
E fico triste quando assim penso
 
Mas mesmo na tristeza
Eu ainda estou feliz
Porque tenho a certeza
Que pela relação tudo fiz
 
Vais seguir o teu caminho
Eu seguirei o meu
Por ti terei sempre muito carinho
Pois o amor por ti ainda não morreu
 
Hoje levanto a cabeça
Respiro fundo e olho em frente
Hoje acabou o nosso tempo
Hoje acabou o meu ar deprimente
 
Aqui me despeço
Até outra altura
Nem que seja na boda
Quer seja a minha ou a tua
 
Adeus meu ex-amor
Que com “ferros” me mataste
Guardo no coração com fervor
O momento em que a ele chegaste


http://senseihot.blogs.sapo.pt/12601.html

 

 

Sempre amei este poema, é lindissimo...

 

 

I'm feeling:
publicado por fofinhatuga às 17:05
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De carlossilva a 18 de Maio de 2008 às 17:14
"adeus meu ex-amor
que com «ferros» me mataste
guardo no coração com fervor
o momento em que a ele chegaste"

Peço desculpa pela correcção, mas foi superior a mim. Deformação profissional.
De fofinhatuga a 18 de Maio de 2008 às 17:24
Bigada:)
De sensei a 23 de Janeiro de 2009 às 11:02
desculpa comentar algo tao antigo, mas estava a comentar o outro e nao sei como este apareceu, devo ter carregado sem querer. Algo me disse para o ler e percebi que o poema era o meu.
Afinal já me tinhas deixado de amar antes de junho de 2008. Nao percebo se foi antes se foi depois, mas.... pk em junho de 2008 ainda fiz amor ctg. Mas espero que sejas feliz. eu nao te quis matar com ferros, desculpa.
Que sejas feliz. Relê o poema novamente:
Os momentos de paixão
O sexo ou amor intenso
Nunca mais vão regressar
E fico triste quando assim penso

Mas mesmo na tristeza
Eu ainda estou feliz
Porque tenho a certeza
Que pela relação tudo fiz

Vais seguir o teu caminho
Eu seguirei o meu
Por ti terei sempre muito carinho
Pois o amor por ti ainda não morreu

Hoje levanto a cabeça
Respiro fundo e olho em frente
Hoje acabou o nosso tempo
Hoje acabou o meu ar deprimente

Até.....

Comentar post

pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Novidades

...

Deixem-me em paz...

Pensamento in "Óscar e a ...

Relacionamento...definiçã...

Seduz-me

Amor

Irrealidades

Tempo

Laços

Escondo-me

Lembranças

Junho 2013

Março 2011

Janeiro 2011

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

todas as tags

links

blogs SAPO

subscrever feeds